AMIGOS

SONHOS DE POESIA

Mira Margarido


     Vivo meus sonhos na poesia que minha imaginação faz desenhar, dedilhando palavras, sigo sem medo, sem receio, pois neste vôo tudo posso...
     Posso realizar os desejos mais contidos, mas escondidos de mim mesma, revelados a cada inspiração, me ensinando a aprender com o que aqui dentro estar, de meu ser.
     Sou mulher, menina, fada encantada neste altar de palavras que me motiva a viver. Sou como a brisa que o vento sopra suave, ou melancólica, livre ou envolvente.
     Meus instintos, às vezes, selvagens, outras a brandura toma conta de meu encantamento. Talvez compreendida, ou mal entendida, não importa, tenho a minha própria canção.
     Pulsa dentro de meu ser a emoção, fazendo-me aprendiz do viver, da entrega com todo prazer!
     Às vezes, meu caminhar é firme outras é vacilante, mas é assim que caminho descobrindo novas estradas, novos horizontes!
     Algumas vezes, é preciso voar, saltar, pular, brincar com a vida, brincar nesta vida, brincar de viver! Meu vôo é leve como dos pássaros, meus saltos altos como de um gigante, meus pulos livres como de uma criança!
     Na leveza de meus vôos passeio por entre as nuvens mais altas onde minha imaginação pode levar-me. Meus pensamentos são feitos de alquimia que se transformam a cada novo momento.
     O instante presente é meu alimento, onde nada se perderá e tudo será transformado em futuro promissor.
     A Lua é minha companheira, o Sol meu astro primeiro, Rei! As estrelas são minhas amigas e o céu é meu viajar. Embalo-me nas asas do vento!
     Delicio-me nas águas do mar, em suas espumas banho-me intensamente, suavemente. Lavo nas marés todo o desgosto que na vida tive que passar. As águas salgadas do mar se misturam as lágrimas que um dia deixei derramar. Todas foram levadas às profundezas do oceano!
     Na areia das praias encontro a imensidão de um grão de areia e em cada grão vejo uma estrela, em cada estrela uma vida a ser vivida, preciosa por inteira!
     Na poesia o meu lamento, minha alegria, minha magia, meu encantar, meu tudo e meu nada!
     Na poesia o meu sonhar, todos os dias eu posso realizar...
     Em palavras e versos, em letras e rimas, revelar o sentimento, misturar a emoção, transformar o pensamento na mais pura inspiração...
     E permitir ao coração falar, gritar, silenciar...
     Com a graça de Deus!