AMIGOS

 

     I N D E L É V E L
     Maria Efigênia Coutinho


    
     Ao momento que nossos olhos se fitavam,
     senti teus lábios marejando os meus,
     pelo corpo desceu, beijando meus seios,
     e fui me largando em você como quem
     sobrevoa dentro de nuvens, num bailado
     cadenciado ao que sentimos, ou se dá...
    
    
     O agora, é esse infindo instante longo
     infinito, é o minuto conjugado,
     emocionado que nos é bem vindo!
     O agora, já é o segundo, que fica
     chega sem demora, marca e não passa.
     E nasce à noite com sentimento!...
    
    
     Sinto forte atração...teu odor...
     Como uma corredeira de prazer
     Onde os olhos se deixam navegar
     deslizando na correnteza, acariciando
     minhas margens com teu cantochão
     por notas suaves duma sinfonia!...
    
    
     Tenho os lábios ardentes dos teus
     beijos e as entranhas abrasadas.
     E teus braços me abraçam , num
     longo silêncio, e sinto as batidas
     do teu coração, e nos olhamos em
     silêncio, dizendo: muito obrigado!
    
     "O Amor... são sempre cheios de
     reconhecimentos e de esperança."